Dicas para aumentar a produtividade no trabalho

produtividade no trabalho

Você provavelmente já ouviu a expressão “trabalhar de forma mais inteligente e não mais complicada”. Esta frase espirituosa deve lembrar-nos que, especialmente nos ambientes de escritório, o sucesso do trabalho que fazemos não é necessariamente baseado em quanto tempo trabalhamos. Em vez disso, o sucesso é determinado pela forma como usamos esse tempo. Ao aprender a trabalhar de forma mais inteligente, podemos aumentar a produtividade no local de trabalho.

Então, como fazemos isso?

Vamos dividir a produtividade em três categorias: Organização, Foco e Motivação.

Organização

Fixar os seus hábitos organizacionais é um óptimo primeiro passo para melhorar a sua produtividade. Afinal, é difícil fazer algo se você não sabe o que está a fazer. Felizmente, há muitas ferramentas para ajudá-lo a se organizar. Todo mundo trabalha de forma diferente, como tal, existem ferramentas que existem para todos os diferentes estilos de trabalho.

É você um amante das listas? Considere usar uma ferramenta como Trello para você e a sua equipa. Mover as suas listas online para uma única localização rastreável significa que é menos provável que se esqueça de uma tarefa porque perdeu o pedaço de papel em que a lista foi escrita.

Se você gosta de tomar notas, ter um aplicativo como o Evernote ou o Microsoft OneNote em execução em segundo plano pode permitir que você anote rapidamente os seus pensamentos sem se preocupar em perder a ideia. Usar uma ferramenta de gestão de projectos e processos como o Azendoo com uma equipa pode tornar a colaboração e a gestão de processos rápida e fácil.

Qualquer estilo de trabalho que você prefere, usando um site ou aplicativo para ajudar a acompanhar a sua tarefa pode ajudá-lo a visualizar o que você precisa para realizar.

Foco

O maior truque para melhorar a sua capacidade de foco é remover distracções. Isso significa distracções em pessoa, como colegas de trabalho falantes, ou distracções virtuais online, quanto menos coisas tirem a atenção do seu trabalho, melhor.

Enquanto alguns estudos realizados pela Universidade da Califórnia indicam que ocasionalmente verificar as redes sociais pode realmente aumentar a produtividade, é fácil também ser sugado para o vazio do Facebook. Considere a possibilidade de tentar uma ferramenta como o SelfControl, que permite bloquear o seu próprio acesso a determinados sites durante um determinado período de tempo. Bloqueie-se fora das redes sociais por uma hora e, em seguida, dê-se faça uma limpeza mental verificando seu feed.

Estudos também mostram que tomar medidas para cuidar de si mesmo pode melhorar o seu foco. Certifique-se de se levantar e se afastar da sua mesa um par de vezes por dia, beber um pouco de água e comer pequenos lanches podem ajudá-lo a manter o foco na sua tarefa.

Motivação

Ficar motivado pode ser uma das partes as mais duras para aumentar a sua produtividade. Mesmo a pessoa mais dedicada e determinada terá dias onde factores externos apagam a sua motivação. Considere a criação de um sistema de recompensa para si mesmo, onde você se dá alguma recompensa se concluir uma tarefa. Essas recompensas podem ser qualquer coisa desde algum tempo nas redes sociais, a uma curta caminhada, um pequeno pedaço de chocolate. Tudo o que funciona para que você encontre uma maneira de empurrar-se através dos períodos de baixa motivação.

 

5 maneiras em que o medo está a interferir com a sua liderança

liderança

Se você tem apenas uma promoção ou você nasceu para estar no comando, a liderança é assustadora e os medos que vêm com esta são uma reacção natural. Vou ser o suficiente bom? As pessoas me respeitarão? E se eu cometer um grande erro?

Independentemente do seu nível de experiência, o medo pode ter um efeito profundo na maneira como você lida profissionalmente, muitas vezes de maneiras que você nem se percebe. Isso pode afectar negativamente a forma como os funcionários vêem você e o seu crescimento dentro da organização.

Simplesmente estar ciente deste medo, pode dar-lhe poder sobre este e a capacidade de eliminá-lo.  Estar consciente de nosso medo e como nós pessoalmente respondemos a este nos ajudará a combater o seu efeito e poder sobre nós. Não é a presença de medo, mas nossa resposta ao medo (tanto como líderes quanto como indivíduos) que importa.

Mantenha esses medos sob controle, corrigindo os seguintes hábitos baseados no medo, que afectam a maneira como você gere e trabalha com outras pessoas dentro da sua organização.

  • Você não pode aceitar a crítica construtiva

Como líder em destaque, os seus erros serão destacados muito mais do que os seus sucessos, por isso, é importante lembrar que a crítica construtiva nunca é uma coisa ruim. Infelizmente, não é apenas o seu trabalho mostrar respeito pelas opiniões dos outros, mesmo que eles estejam a criticar o seu trabalho. Mas esse medo da crítica pode levar à procrastinação. Em breve, isso está a causar atrasos nos prazos e fica fora de controlo.

Chute o hábito: faça três respirações profundas antes de responder a qualquer crítica. Isso impede você de ter responder de forma defensiva.

  • Você não elogia o bom trabalho

O medo de falhar no seu próprio trabalho pode fazer você se abstenha de elogiar aqueles que estão a fazendo um bom trabalho. No entanto, o louvor é uma parte importante de uma cultura de escritório saudável onde as pessoas estão felizes e a prosperar.

Chute o hábito: Defina um objectivo para elogiar pelo menos uma pessoa por dia, num grupo ou um-em-um. Quanto mais você fizer disto um hábito, mais fácil será continuar a fazê-lo. Quando você vê os benefícios positivos, o hábito baseado no medo vai começar a desaparecer.

  • Você adora tomar decisões

Se você ficar inquieto sobre como tomar grandes decisões ou atrasá-las por causa da confusão, você está a deixar o medo do desconhecido obter o melhor de você. Enquanto a desvantagem de ser o chefe é que você é o único que fica em apuros, se algo vai para o sul, isso é apenas uma parte do trabalho.

É tentador delegar as suas decisões, simplesmente porque você não se quer preocupar. Até mesmo os melhores líderes tomam decisões más às vezes. Como você se sente sobre a decisão que você fez é muitas vezes mais importante do que a decisão real, então confie em sua intuição.

Chute o hábito: Escreva uma lista de todas as decisões que você fez que foram bem. Em seguida, faça uma lista dos que não. Tente identificar a diferença entre o bom e o mau, e trabalhar para ser melhor na tomada de decisões. Use todos os seus sucessos como prova para si mesmo que você pode, de facto, tomar boas decisões para a organização.

  • Você acha que não merece estar aí

Síndrome de impostor vem de você conseguir obter uma posição, mas achar que você não a merece. Na maioria das vezes, esse sentimento não se baseia em nada além da insegurança. É uma insegurança que todos sentimos em algum momento de nossas vidas, mas como líder, isso pode fazer com que você se recuse a fazer o seu melhor. Você também pode começar a questionar suas decisões, suas tácticas de gestão e sua capacidade de fazer o trabalho correctamente.

Chute o hábito: Mas como você abalar a sensação de que você não pertence? Há muitas maneiras de combater a síndrome de impostor, mas uma das mais fáceis é repensar sua linguagem. Pare de enquadrar suas frases com “eu poderia” e “eu sinto”. Em vez disso, diga “Eu tenho uma pergunta” ou “Eu sei”.

  • Você evita assumir riscos

Quando um líder pára de assumir riscos, é normalmente devido ao medo do fracasso. Como líder, é o seu trabalho tomar riscos inteligentes. É esperado que nem todas as iniciativas que você coloque em jogo e cada nova táctica que você tentar funcione. Então não deixe que isso impeça-o de fazer o seu trabalho e inspirar aos outros a fazerem o mesmo.

Chute o hábito: comece a tomar pequenas decisões que são vistas como mais arriscadas e resista à vontade de delegar. Não hesite em fazer perguntas e obter feedback. Mesmo como líder, é importante fazer perguntas, especialmente se você é novo no trabalho.

O poder de Networking

Sem dúvida, o networking pode ser uma habilidade essencial fazer crescer um negócio ou desenvolver a sua rede pessoal. Cada relacionamento que você faz é crítico, como ex-chefe de design no Twitter, Mike Davidson disse uma vez:

“É tudo sobre pessoas. É sobre networking e ser agradável para as pessoas e não queimar pontes. Os seu CV pode impressionar, mas no final, são as pessoas que vão contratá-lo. ”

Então, como fazer networking da forma mais eficiente? A Escola Paul Merage de Negócios da Universidade da Califórnia, Irving oferece várias dicas sobre o tema:

  • Aproximação

Quão acessível você é? Você se encontra facilmente iniciando conversas? Ou você acha difícil iniciar conversas com pessoas que você não conhece?

A realidade é  que não todo mundo vai ser carismático. Para superar essa barreira, você deve manter na mente a sua comunicação não-verbal. Se você está a deslizar-se na sua cadeira, você se torna menos acessível do que alguém que está sentado direito e indica aos outros que está mais aberto à conversa.

  • Abrangendo todos os seus relacionamentos:

Cada relacionamento que você tem pode ser crítico para fazer avançar a sua carreira ou o seu negócio. Evite queimar pontes.

Só porque você conhece alguém numa posição de associado em oposição a um gerente, não significa que você deve ignorá-lo. Você nunca sabe como esse relacionamento pode beneficiar ou prejudicar a sua carreira!

  • Vista-se para o sucesso

Assim como é necessário manter todos os relacionamentos que você faz, é importante certificar-se de que você faça uma boa primeira impressão nos seus novos contactos.

Faça sua pesquisa antes do tempo e descubra que tipo de evento de networking você estará a participar. Se é uma conferência, você deve vestir-se mais formalmente do que num evento informal como uma festa no seu escritório.

  • Aumente a sua visibilidade

Em vez de estar num canto sozinho do bar, considere aventurar-se para a mesa da comida. Muitas vezes as pessoas estão mais abertas a participar na conversação neste cenário. Considere caminhar ao redor da sala e apresentar-se para vários grupos. Quanto mais extrovertido você estiver nestes eventos de networking, mais você se beneficiará de ter participado deles.

  • Tenha um objectivo em mente

Realisticamente, você não vai ter a oportunidade de se reunir com todos nos eventos de networking. Consequentemente, é importante ter pontos específicos que você quer dar a conhecer.

  • Mantenha o contacto:

Depois de fazer uma conexão com outra pessoa, peça o seu cartão de visita. Envie-lhes um e-mail lembrando-os da conversa que você tiveram. Mantenha o contacto com essa pessoa, você nunca sabe como essa relação pode beneficiá-lo no futuro!

 

DIY de Team Building ao ar livre: crie laços com os seus colegas

Team Building ao ar livre

Quando é verão, aproveite da natureza para apreciar o sol e o céu azul. O DYI de Team Building ao ar livre é uma óptima maneira de aprender novas actividades, juntos aos seus colegas de trabalho de forma divertida e construindo laços fortes.

Actividades de praia, como a construção de um castelo de areia ou um papagaio pode criar um grande esforço de equipa e construir relacionamentos duradouros. No que diz respeito à formação de equipas entre os funcionários, estas actividades são muito benéficas. Todos na sua equipa estão todos juntos num ambiente mais descontraído. Construir um papagaio com desenhos relevantes para a imagem da sua empresa conecta todos em termos de como eles se identificam como uma equipa, mas as estratégias de cada membro usa destaques forças individuais durante um dia divertido de ligação interactiva.

5 benefícios de DIY de Team Building ao ar livre:

  • Conexão mais profunda com as coisas que nos mantêm vivos e bem;
  • Apreço pelas coisas simples;
  • Oportunidade de usar as suas mãos e o cérebro;
  • Conexão com outras pessoas;
  • Caminho para a liberdade.

Suje as suas mãos

À procura de algo com um pouco mais de substância? Existem eventos personalizados para atender às suas necessidades, como construir química entre os funcionários. No entanto, a construção de um castelo de areia é sempre uma excelente e divertida actividade de Team Building ao ar livre. Há apenas duas etapas neste evento: a demonstração e a construção.

As equipas deverão ter a oportunidade de ver um ou dois castelos de areia pré-fabricados, que contarão com os temas da sua empresa ou marca. Isto é, é necessário contratar alguém com conhecimentos na construção de castelos de areia.

A diversão começa quando os funcionários são divididos em equipas para começar a replicar as obras-primas originais. As pessoas encarregadas da actividade terá de certificar-se de que todos estão no caminho certo. Especialmente a pessoa com conhecimentos na construção do castelo. Quem sabe, uma das criações pode acabar num anúncio da empresa!